Diz que gosta do meu corpo
Eu não sei porque razão
sem pensar nas consequências
Chega sem pedir licença e já vai passando a mão

Fala coisas obscenas
Pra chamar minha atenção
E pra me tirar do sério
Sem fazer nenhum mistério ela vai passando a mão

Passa a mão no meu cabelo
E também no meu ouvido
Vai descendo, vai descendo
Até chegar no umbigo
Vai chegando, vai chegando
Bem pertinho do perigo

É mão pra lá, é mão pra cá, é lá e cá
Essa mão boba pega, pega sem parar

É mão pra lá, é mão pra cá, é lá e cá
Essa loucura quando passa da cintura
Vai até o sol raiar