Se eu pudesse te abraçar agora,
congelaria o tempo.
Contemplaria com a lua,
esse momento.

Se eu pudesse olhar nos teus olhos,
te diria a verdade.
Que eu te amo,
além das palavras,
nessa canção.

E eu te chamo,
mesmo calada.
E no meu silêncio,
nossos corpos se encontram.

[...]

Se eu pudesse te abraçar agora,
congelaria o tempo.
Contemplaria com a lua,
esse momento.

Se eu pudesse olhar nos teus olhos,
te diria a verdade.
Que eu te amo,
além das palavras,
nessa canção.

E eu te chamo,
mesmo calada.
E no meu silêncio,
nossos corpos se encontram.

Se eu pudesse voar,
te traria para mim.
Conversaria com a lua,
que essa noite não vai ter fim.

E eu te chamo,
mesmo calada.
E no meu silêncio,
nossos corpos se encontram.