Vulgare


música: edu muniz
letra: fabrício dias


Quando você for me usar assim
como apoio,
eu vou estar ali,
escondido nas sombras
ou ao vento, sereno,
sem me entregar
sem forcas,
com medo de você precisar.

Perdido entre o querer
e o nada que eu tenho a te oferecer
que tenta desviar meu corpo
que nunca esta lá.

E nessas horas que se encontrar,
talvez,
mesmo sem ninguém.
sem alguém pra te acalmar
e te arrancar desse poço,
tão denso, tão tenso,
que cisma em te tragar.
Sem forças, não me deixo
não vou me arriscar

Perdida sem saber
aonde possa se encostar.
O tempo vem dizer
que ninguém te sobra, só você.

E quem chora?
Quem vai te adotar, quando você precisar?
Quem pensa em ti?
Quem vai notar quando teu chão desabar?
Quem vai notar?