Quanto mais tento me afastar, você insiste em me acompanhar
A ferida que aumenta e faz doer, lágrimas vão curar
O tempo passou, tudo mudou
E a paz parecia amiga, mas nos deixou lá pra trás
Já tentei sozinha, não consegui solucionar
Você não me ajudou, mas derrubar é o que mais faz

Veneno e palavras são fáceis de comparar
Aos poucos ou logo podem curar ou até matar

Como chama o corpo queima se a gente se tocar
Pele quente e fria, amor e ódio no ar.
E depois, sem razão, os sonhos caem ao chão
Em meus braços moram marcas de decepção

Veneno e palavras são fáceis de comparar
Aos poucos ou logo podem curar e até matar

É preciso respirar, retomar asas pra voar
Por mais que a gente tente ser diferente, esqueça
Sigo em frente e não volto atrás

Quanto mais tento me afastar, você insiste em acompanhar
A ferida que aumenta e faz doer, euforia vulgar

Veneno e palavras são fáceis de comparar
Aos poucos ou logo podem curar e até matar

É preciso respirar, retomar asas pra voar
Por mais que a gente tente ser diferente, esqueça
Sigo em frente e não volto atrás

É preciso respirar, retomar asas pra voar
Por mais que a gente tente ser diferente, esqueça
Sigo em frente e não volto atrás

Se todo dia fosse igual, aliviaria minha dor
E nada disso foi por mal,
se eu te encontrei eu te amei