A falsidade é o que me cega
Você quer me fazer perder o ar
Certas coisas já não importam
Preso nos fatos que me obrigam a parar
E então continuar
Me pergunto quem sou eu
E então

Tem que ser
Não tem mais volta
Não importa o que vão dizer
Se eu não tiver mais nada
Tenho o bastante pra viver

O meu futuro quem faz sou eu
Palavras tentam desanimar
Como vim parar aqui?
Nesse instante o peso aumenta e me obriga a parar
E então
Será que amanhã vou estar no mesmo lugar?
E então

Tem que ser
Não tem mais volta
Não importa o que vão dizer
Se eu não tiver mais nada
Tenho o bastante pra viver

Construo o meu futuro
Já que não posso prever
Mas prendo a respiração
Sei que vou ficar bem

Tem que ser
Não tem mais volta
Não importa o que vão dizer
Se eu não tiver mais nada
Tenho o bastante pra viver (2x)