Desesperado eu saio e bato a porta
A dor me acompanha
Eu saio correndo pela rua.

Não sei para onde ir
Não tenho chão
Nem um ombro amigo
Pra chorar.

Então eu percebi que me dediquei
Tanto a você
Que me esqueci de viver.

Estou de cara como abismo
E não tenho ponte,
Olho lá no fundo
E vejo o rio de lágrimas que eu criei
Não vou voltar
Não quero ver você sair
Assim da minha vida.